capa-post1
Adriana Berton

Adriana Berton

Como se dar bem no próximo ano

Retrospectiva, Objetivos e Metas, Plano de Ação.

Prometeu para si mesma que esse ano vai? Preparamos 3 exercícios para você se dar bem e definitivamente cumprir o que se comprometeu.

Final de Ano e com ele um ritual de passagem ou encerramento e início de ciclo, momento sentimos a  necessidade de avaliar o que temos feito para mudar a vida durante o período que passou, formalizar tudo aquilo que se deseja para o próximo e não menos importante para completar a trilogia : o que precisa ser feito para realizar o que queremos.

Mas, por que tudo isso de fazer retrospectiva, definir objetivos e metas e detalhar plano de ação numa data convencionada? 

A todo momento estamos fazendo mini-retrospectiva, definindo mini-metas e/ou elaborando mini-planos, principalmente quando a vida nos presenteia com  possibilidades de mudança – que na maioria das vezes chega de forma inesperada – e pede para que: escolhas sejam feitas, decisões sejam tomadas e ações sejam implementadas. Porém, nesta época há impulsionados de uma forte tradição da massa mobilizando muitas pessoas para celebrar acertos, consertar erros, criar hábitos, fazer coisas novas e diferentes fundamental para o bem-estar e para a saúde mental. A palavra réveillon que vem do francês réveiller significa “acordar” ou “reanimar”, portanto, acredito que você não vai querer ficar de fora ou melhor ficar dormindo quando o novo chegar, não é mesmo?

1. Retrospectiva – Como saber se o que passou deu certo 

Você estabeleceu metas para 2019? Se sim, ótimo! Vamos trabalhar com elas. 

Se não, tudo bem, só vamos precisar de um pouco mais da sua memória. 

Fazer uma retrospectiva é olhar para dentro. Uma ótima oportunidade para perceber o quanto adiou e concluiu decisões importantes da mesma maneira que aquelas atitudes essenciais para as mudanças. 

A proposta aqui é compartilhar um exercício não somente baseado em fatos observáveis, mas também identificar pensamentos, sentimentos e aqueles comportamentos que acabam impedindo você de realizar o que planejou.

E, por que mexer com sentimentos, pensamentos e comportamentos, quando estamos tratando fatos? 

Todas as situações que vivemos geram pensamentos, que geram sentimentos, que geram comportamentos, ações e reações que, consequentemente, levam a resultados.

Quem nunca precisou de um chocolate, ‘encher a cara’ ou ir à compras por que estava triste, decepcionad@, angustiad@? Isso acontece porque emoções guiam determinados comportamentos.  

Quando identificamos nossos pensamentos e entendemos o motivo pelo qual agimos de tal forma, temos a oportunidade de escolher novos comportamentos e emoções para nossa vida.

 E nada melhor do que dar uma olhadinha pelo retrovisor e fazer um registro do que foi observado.

2. OBJETIVOS e METAS: Que tal escrever seu 2020 diferente? 

Você tem sonhos, aspirações, vontades, desejos? 

Quer muito estar em algum lugar diferente deste que se encontra agora? 

Se respondeu sim para qualquer uma destas questões, então você precisa urgente de um OBJETIVO e METAS claras e específicas para chegar onde quer. 

Imagine aquele sonho profissional de chegar até a diretoria?  Morar fora do país? Ter seu próprio negócio? Realizar o que sempre sonhou faz bem para autoestima e estimula a realizar cada vez mais.  

Ao contrário disso, como “Alice no País das Maravilhas” se não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve, logo chegará a qualquer lugar ou lugar nenhum. 

Ter objetivos e metas é um compromisso consigo mesmo ou ‘romantizando’ um pouquinho: é transformar seus sonhos em realidade. 

Percebo que algumas pessoas confundem objetivos, metas e lista de tarefas. 

Objetivo é algo mais amplo, está diretamente ligado a valores e expectativas. Pode levar um tempo para chegar, mas vai chegar. 

Metas quantifica o objetivo e precisa ser específica e com prazo determinado

Lista de tarefas o que é preciso fazer para atingir a meta, alcançar o objetivo, ou seja, é execução.  

Lembre-se que criar objetivos e metas é um compromisso consigo mesmo e exige preparação e ação. 

Para ajudá-lo, deixo aqui o modelo de meta SMART que evita a tentação de estabelecer metas impossíveis e resume de forma bastante assertiva o que é necessário para alcançar o que se deseja. 

O conceito SMART que em significa esperto ou inteligente da língua inglesa é um acrônimo para as palavras:

  • S = Specific (específico) 
  • M = Measurable (mensurável) 
  • A = Attainable (atingível)
  • R = Relevant (relevante) 
  • T = Time (tempo)  

Assim como na retrospectiva que abordamos a parte emocional, esse exercício não será diferente, portanto, PREPAREM-SE para uma dobradinha de perguntas ou 2xSMART!  

Esse formato nasceu do porquê pessoas (eu, jamais!) tem problemas com a realização de metas?  Conheço pessoas que elabora suas metas super especificas detalhadas com uma clareza invejável, mas não conseguem concluir quase nenhuma! 

Isso me fez entrar na parte comportamental do processo e percebi que nada adianta fazer ‘como manda o script’ se o emocional não estiver de mãos dada com o racional, ou melhor, ao lado esquerdo da tabela. 

Aproveito para compartilhar algumas dicas do que tem me ajudado manter o foco: 

  • Sempre relembro onde quero chegar e o verdadeiro e mais profundo proposito daquilo e quais necessidades e valores eu quero com esse objetivo. 
  • Estou sempre em grupos que compartilham de objetivos e metas similares como apoio e troca de ideias 
  • Quando percebo alguma resistência ou medo mesmo de começar uma meta, desmembro ela em pequenas ações diárias, semanais, quinzenais
  • Seguir mesmo depois de uma sequência de insucessos. Essa é a parte mais difícil para mim!!!

3. Ação não é movimento! Então, qual seu plano?

Elaborar um plano de ação é segmentar e organizar o passo a passo do que é preciso fazer para a concretização de seus objetivos. Ótimo para não ficar correndo de um lado para outro feito barata tonta, sem saber o que fazer. 

Para você trabalhar muito é sinônimo de resultados efetivos?

Talvez você conheça aquela pessoa que não tempo para nada, está sempre correndo para resolver algum problema e normalmente reclama que está sem tempo para nada? 

Caso você conheça ou seja você mesma essa pessoa, gostaria de indicar um teste super fácil de fazer (responder, talvez). Pergunte-se:

“O que estou fazendo faz parte da minha meta, do meu objetivo?”.

“Estou produzindo ou me ocupando?”

Embora produtividade esteja diretamente relacionada com objetivos, metas, sucesso, realização gestão de tempo (recurso preciosíssimo hoje me dia), etc… vamos falar sobre AÇÃO e MOVIMENTO.  

Eu mesma percebi que numa determinada meta ou tarefa, fazia centenas de movimentos, mas tinha pouca ação e consequentemente baixos resultados, ou nenhum diretamente ligado aquela meta. 

É fácil se movimentar! Com a tecnologia então, são inúmeros movimentos, mas quantos desses fazem parte do seu objetivo?  

Podemos estar em movimento sem estar agindo. 

Movimento, é aquilo que se faz e que não necessariamente apresenta resultados relevantes a longo prazo. O simples ato de deslocar-se. 

Ação é como uma tomada de posição. É tudo aquilo que gera resultados efetivos, que causa mudanças e novos direcionamentos. É o agente de algo! 

Um exemplo: o movimento de pegar uma caneta deixará de ser um simples movimento quando eu assinar um contrato que levará para minha meta. 

E como prática de hoje, uma ferramenta simples, fácil e eficaz que ajuda a sistematizar as ações de um planejamento organizando ideias e dando respostas para dúvidas sobre problemas ou tomadas de decisões. 

A ferramenta funciona como uma espécie de checklist composto por sete perguntas específicas e que tem as iniciais de suas palavras-chave (em inglês). 

As perguntas que compõem o 5W2H são:

  • What (o que)?
  • Why (por quê)?  
  • Where (onde)?  
  • When (quando)?  
  • Who (quem)?
  • How (como)?
  • How Much (quanto)?

Há uma variação para 3H de How Many (Quantos, referente a quantidade de pessoas, máquinas, equipamentos, etc…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler...

Você também pode gostar de ler...